A GUERRA DOS CAMPONESES: A MEDIAÇÃO DE LUTERO EM DISCUSSÃO

Tarcísio Vanderlinde

Resumo

O artigo tem a finalidade de discutir a mediação desencadeada pelo Reformador Martinho Lutero durante o conflito conhecido como a Guerra dos Camponeses na Alemanha do século XVI e suas repercussões no tempo presente. Na época, a atuação de Lutero demonstrou “radicalidade” em relação a concepções teológicas difundidas pela Igreja Romana, o que faz surgir na Alemanha uma nova Igreja, mais tarde conhecida como Luterana. Paralelamente eclode na região um levante camponês cuja liderança mais destacada foi a do teólogo Thomas Müntzer. Com um relacionamento inicialmente amistoso, os dois líderes espirituais acabaram se afastando por divergências políticas e teológicas.

Texto completo:

PDF