A CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADE ENTRE TORCEDORES MEMBROS DA TORCIDA PORCOS SELVAGENS - TPS

Roberto BÍSCOLI, Simone Cinti de LIMA

Resumo


O presente trabalho reflete sobre o processo de construção de identidades entre torcedores do Grêmio Recreativo Esportivo Social e Cultural Torcida Porcos Selvagens - TPS, torcida organizada do Toledo Futebol, um clube da cidade de Toledo no Oeste do Estado do Paraná, identidade coletiva com sinais diacríticos de pertencimento e exclusão deixando claro um modo típico de ser e agir enquanto torcedor. Os objetivos formam identificar os sinais diacriticos que caracterizam esse torcedor, e como se dão as representações coletivas que existem entre eles. Para a realização da presente pesquisa utilizou-se do método etnografico através da observação participante, também foram realizadas entrevistas semiestruturadas de temas e questões com os torcedores que fazem parte da torcida organizada. Os dados obtidos foram analisados através da análise de conteúdo e mostram que o torcedor que faz parte da Torcida Porcos Selvagens foram construindo sua identidade através do contato com outras torcidas, entre eles proprios e com torcedores tidos como comuns do Toledo Futebol. É um processo ainda em construção mas que evidencia alianças, amizade, fanatismo, rivalidades, deixando claro as fronteiras identitárias de pertencimento e exclusão.

Palavras-chave


Torcida Organizada. Identidade. Representações Coletivas.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2017 Alamedas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Alamedas - Revista Eletrônica de Filosofia


e-ISSN 1981-0253

Unioeste

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Toledo

Rua da Faculdade, 645 - Jardim La Salle

CEP: 85903-000 – Toledo-Paraná-Brasil

Fone: (45) 3379-7071

| revistaalamedas@gmail.com |