O COMBATE AO TRÁFICO INTERNACIONAL DE MENINAS PARA FINS DE EXPLORAÇÃO SEXUAL NA AMÉRICA LATINA

Rodrigo Cristiano Diehl, Marli Marlene Moraes de Costa

Resumo


Com o presente estudo tem-se por objetivo analisar os desafios e as perspectivas do combate ao tráfico internacional de meninas para fins de exploração sexual na América Latina por meio da cooperação internacional na propositura de normativas comuns aos Estados latino-americanos da Tríplice Fronteira (Argentina, Brasil e Paraguai). Nesse contexto, questiona-se: quais os desafios e as perspectivas do combate ao tráfico internacional de meninas para fins de exploração sexual na América Latina por meio da cooperação internacional na Tríplice Fronteira (Argentina, Brasil e Paraguai) ao redefinir a cidadania e o conceito de zona de fronteira na construção de políticas públicas comuns nesses países? Em sua construção, dividiu-se o estudo em dois momentos, que correspondem respectivamente aos objetivos específicos traçados, onde no primeiro analisa-se o processo de construção, reconstrução e perspectivas da integração latino-americana, realizando um diálogo entre cidadania, fronteira e a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos - Celac. Já no segundo tópico, busca-se compreender o combate ao tráfico internacional de meninas para fins de exploração sexual na tríplice fronteira a partir de criação de políticas públicas comuns entre as nações. Como caminho metodológico utilizado tem-se como método de abordagem o dedutivo, como métodos de procedimentos o histórico e o funcionalista e como técnicas de pesquisa a bibliográfica e a documental.



Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Direito Sem Fronteiras

Fone: (45) 3576-8100 Fax: (45) 3575-2733 | revistadireitosemfronteiras@gmail.com