Fronteiras Culturais: Alteridades de Migrantes Nordestinos e Sulistas na Região de Marabá

Idelma Santiago da Silva

Resumo

O trabalho aborda as fronteiras culturais da migração, enfocando as alteridades de migrantes nordestinos e sulistas na região de Marabá, no sudeste do Pará, nas décadas de 1970 e 1980. Neste contexto, os processos identitários são atravessados pelas experiências diversas da migração e pelas negociações tornadas possíveisemnovos espaços geográficos e sociais.

Palavras-chave

migração, cultura, identidade

Texto completo:

PDF