Conflitos, ilicitudes e disputas de poder na alfândega do rio de janeiro no período filipino (1580-1640)

Helena Trindade de Sá, Maria Isabel de Siqueira

Resumo

A proposta deste trabalho é analisar as relações e conflitos entre as diferentes autoridades que circulavam pela Alfândega do Rio de Janeiro durante o período da União Ibérica.  Esses conflitos podem ser entendidos como parte integrante das relações entre os diversos agentes que participavam do tenso jogo da exploração colonial e que buscavam, como operadores da colonização angariar poder e riquezas. As desavenças e também as ilicitudes faziam parte da rotina dos personagens que deveriam a princípio zelar pelo bom funcionamento e pela máxima extração de rendimentos para a fazenda Real. Assim, podemos inferir que tais divergências podem ser reveladoras da própria dinâmica do sistema aduaneiro colonial.

Palavras-chave

Alfândega; Rio de Janeiro; Conflitos; União Ibérica

Texto completo:

PDF