A construção de si e do (no) outro: Deslocamentos de músicos na Tríplice Fronteira (Brasil / Argentina / Paraguai)

Geni Rosa Duarte, Emilio Gonzalez

Resumo

Este artigo confronta a trajetória de dois músicos hoje residentes em Foz do Iguaçu, Paraná: Raul Garnica e Negendre Arbo. Discutindo questões que os aproximam e os distanciam, a partir do processo de deslocamento desses dois músicos, procuramos chamar a atenção para a discussão dos papéis desempenhados pela produção musical regional no processo de desconstrução e/ou construção de identidades sociais e políticas de luta e resistência na chamada Tríplice Fronteira (Brasil, Argentina, Paraguai).

Palavras-chave

músicos; fronteira; música regional; identidades

Texto completo:

PDF