BARREIRAS À ECOINOVAÇÃO EM EMPRESAS INSTALADAS NOS PARQUES TECNOLÓGICOS DO ESTADO PARANÁ

Aline Dario Silveira, Fabiana Regina Veloso, Andriele de Prá Carvalho

Resumo


Este artigo objetiva identificar as variáveis que representam barreiras para a ecoinovação em empresas instaladas nos parques tecnológicos do Estado do Paraná. Com foco nos conceitos de sustentabilidade, autores têm se dedicado a ampliar a abordagem de aspectos relevantes para o desenvolvimento da ecoinovação nas organizações. Adotou-se os trabalhos de Carrillo-Hermosilla, González, Könnölä (2009) como diretriz teórica para identificar as principais variáveis que podem se revelar barreiras à ecoinovação. A partir de um estudo quantitativo, identificaram-se quais dessas variáveis são consideradas barreiras para a população estudada. Desenvolveu-se um tratamento estatístico dos dados coletados em duas etapas: (i) redução fatorial exploratória das variáveis em grupos de barreiras; (ii) regressão dos modelos estatísticos. Os resultados revelaram que algumas variáveis apontadas na teoria não foram consideradas como relevantes para os entrevistados e ainda, as variáveis das barreiras internas são as mais significativas na condução de suas atividades inovativas deste grupo de empresas.

Palavras-chave


Inovação sustentável. Barreiras à ecoinovação. Parques tecnológicos no Paraná

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Revista Expectativa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Expectativa

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

ISSN: 1982-3029 (versão eletrônica)

Unioeste

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Toledo 

Colegiado do Curso de Secretariado Executivo

Rua da Faculdade, 645 - Jd. Santa Maria

85903-000 - Toledo - Paraná;

| revista.expectativa@gmail.com |