CURCUMINA E ANÁLOGOS SINTÉTICOS: POSSÍVEIS SUPLEMENTOS ALIMENTARES PARA ATUAÇÃO EM ALTERAÇÕES OXIDATIVAS DE DIABÉTICOS

Renata Adriana Labanca, Marina Ferrara de Resende, Renata Barbosa Oliveira

Resumo


Espécies reativas são continuamente produzidas pelo organismo, mas quando excedem a defesa antioxidante geram uma condição conhecida por estresse oxidativo, relacionado a várias doenças crônico-degenerativas como o diabetes mellitus (DM). O DM é caracterizado por hiperglicemia crônica, que resulta em desequilíbrio metabólico e dano tecidual. Assim, o aparecimento dessa patologia está altamente relacionado aos hábitos de vida e alimentares da população, sendo de grande interesse a busca por suplementos alimentares que possam também atuar evitando ou diminuindo alterações oxidativas em indivíduos diabéticos. Nesse contexto, suplementos alimentares constituídos por antioxidantes representam uma defesa muito eficiente de combate ao estresse oxidativo e, consequentemente, ao diabetes e suas complicações. Dessa maneira, destaca-se então, a conhecida ação antioxidante apresentada pela curcumina e também seus análogos sintéticos, sugerindo esses compostos para uso como promissores suplementos alimentares de forma a atuar como protetores do organismo.

Palavras-chave


curcumina, suplementos alimentares, diabetes

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.48075/rfc.v19i29.16261

Direitos autorais 2018 Revista Faz Ciência

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Faz Ciência

 


ISSN 1677-0439 (versão impressa) – ISSN 1983-148X (versão eletrônica)

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Francisco Beltrão

Rua Maringá, 1200 - Bairro Vila Nova

Francisco Beltrão – Paraná - CEP: 85605-010

revista.fazciencia@unioeste.br|