A SUSTENTABILIDADE DA EXTRAÇÃO DE AREIA: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A COOPERATIVA CATAREIA – DOM PEDRITO/RS

Alberto Yates Moroni

Resumo

Este artigo procurou identificar os impactos sócio-ambientais causados pela cooperativa de extração de areia Catareia, no rio Santa Maria, em seu curso na cidade de Dom Pedrito, bem como mudanças na vida dos associados da cooperativa, no que refere-se às suas condições financeiras e sociais após a legalização da cooperativa. Através das entrevistas realizadas aos sócios chegou-se à conclusão quanto ao quadro de sustentabilidade proposto pela entidade. Pode-se notar que a atividade mineradora na área de estudo é dependente de uma ampla rede de apoio, tanto pública, quanto particular. Notou-se ainda que a população ribeirinha tem grande interesse que a cooperativa tenha êxito, mas sem uma área de extração fixa, o projeto sustentável torna-se inviável. Por fim, concluiu-se que a atividade mineradora da areia em cursos de água urbanos gera impactos ambientais negativos, bem como gera impactos sociais positivos. A observância desse quadro e da legislação vigente gera uma sustentabilidade local, essencial para os moradores da área de estudo superarem o presente quadro de vulnerabilidade social.

Texto completo:

PDF