A SAÚDE COLETIVA E A CATEGORIA 'TERRITÓRIO': ABORDAGENS DA EPIDEMIOLOGIA, CIÊNCIAS SOCIAIS E PLANEJAMENTO

Manoela de Carvalho

Resumo


O texto apresentado aborda a categoria 'território' como uma variável teórico-prática no contexto da saúde coletiva em suas três áreas constitutivas: epidemiologia, ciências sociais e planejamento. Do ponto de vista da construção do campo da saúde coletiva, estas áreas se ocuparam com estudos que compreendem a dinâmica de coletivos delimitados em bases territoriais para explicar diferenças no adoecimento e possíveis medidas de superação nas desigualdades encontradas, a partir de ações de saúde e/ou intersetoriais. A partir da análise de pesquisas que apresentaram panoramas destas disciplinas quanto aos estudos e práticas acerca do espaço territorial, propõe-se resgatar a necessidade de reflexão sobre a importância do território na saúde coletiva não só a partir de abordagens quantitativas, mas, da incorporação de dados e informações de cunho qualitativo para o reconhecimento das necessidades de uma população adstrita em uma área geográfica e seu modo de enfrentar o processo saúde-doença.


Palavras-chave


saúde coletiva; planejamento; população; localização geográfica de risco; revisão

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Geografia em Questão

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.