REDES DE COMÉRCIO INTERNACIONAL E LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO DE FRUTAS NO BRASIL

Igor Martins Oliveira, Luiz Andrei Gonçalves Pereira

Resumo


No cenário econômico contemporâneo a logística é compreendida como a forma e processo de circulação que se desenvolve concomitante ao meio técnico científico e informacional, dinamizando os processos e integrando as regiões, sobretudo, a partir da última metade do século XX, por meio da (re)organização espacial das regiões produtivas e da internacionalização da economia que necessita cada vez mais de serviços especializados. Diante disso, este trabalho tem como objetivo analisar o fluxo de comércio e logística da fruticultura no Brasil, através das representações dos fluxos de produção e comercialização de frutas frescas no mercado externo entre os anos de 2000 a 2017. Os procedimentos metodológicos adotados foram a revisão bibliográfica, a coleta de dados secundários disponibilizados pelo IBGE, MAPA e MDIC e elaboração de gráficos e mapa que contribuíram para a analise dos dados. Os sistemas de circulação e transportes representam um elemento chave para a inserção dos agentes econômicos no mercado externo, sobretudo, dos produtos perecíveis. Embora apresente um desenvolvido sistema de produção de frutas, destacando-se como o terceiro maior produtor mundial, o Brasil apresenta uma participação incipiente no comércio internacional de frutas. Essa baixa representatividade está diretamente relacionada aos empecilhos logísticos (armazenamento e transporte) e institucionais (normatizações e certificações).


Palavras-chave


Fruticultura, Logística, Comércio Internacional, Fluxos.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Geografia em Questão

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.