A FAMÍLIA OMETTO: BREVE ANÁLISE DA CONSTRUÇÃO CORPORATIVO-TERRITORIAL DO GRUPO COSAN NO INTERIOR PAULISTA

Hansi Miller QUINTINO LEAL

Resumo

O presente artigo tem por objetivo discutir de forma concisa e sistematizada a formação de um dos maiores grupos capitalistas do setor sucro-alcooleiro: o Grupo Cosan. Desta forma, evidenciaremos a trajetória da família Ometto, em particular Pedro Ometto, membro de família tradicional do setor canavieiro fundador deste grupo, bem como a expansão territorial de suas unidades de produção pelo interior paulista. Desta maneira, observando pela ótica do capital, veremos que a expansão de suas unidades de produção não se faz de forma linear, mas a partir das próprias contradições do mercado capitalista e a concorrência entre os grupos usineiros, como por exemplo, a associação do capital do Grupo Cosan ao capital estrangeiro.
Esta expansão de usinas do Grupo Cosan pelo interior do Estado de São Paulo nos dá a idéia do controle do território pelo capital canavieiro bem como a monopolização das áreas produtoras de cana-de-açúcar. No entanto, a expansão das unidades produtoras nas diversas regiões paulistas nos remete a pensar em uma máxima eficiência da estrutura corporativa em prol da reprodução ampliada do capital.

Texto completo:

PDF