ACESSIBILIDADE: VANTAGEM LOCACIONAL OU DIREITO?

Dayana Aparecida Marques OLIVEIRA

Resumo

As relações estabelecidas entre os agentes que produzem o espaço urbano, são pautadas na lógica capitalista de produção do espaço, elas conferem à cidade o caráter desigual e contraditório. Dentre os agentes que fazem parte desse processo, o incorporador possui destaque porque suas ações giram em torno da utilização das externalidades como formas de agregar valor ao preço das localizações. As alianças entre incorporadores e representantes do poder público destacam-se, pois influenciam nos padrões ocupacionais e na distribuição dos meios de consumo coletivos, que estão relacionados diretamente à acessibilidade. Diante dessa influência surge a interrogação: A acessibilidade é uma vantagem locacional ou um direito dos citadinos?

Texto completo:

PDF