O IMPACTO DO CRÉDITO NA ATIVIDADE RURAL BRASILEIRA

Glenio Piran Dal Magro, Leticia de Oliveira, Angela Rozane Leal de Souza

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a evolução do crédito rural no período de 2004 a 2011, por meio dos financiamentos de custeio-comercialização e de investimento, tanto para a agricultura empresarial quanto para a familiar, assim como suas correlações. Para tais análises, os dados foram coletados a partir das estatísticas de crédito rural do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e do Banco Central do Brasil. Avaliou-se a correlação, isto é, a relação linear e a proporcionalidade entre os valores monetários dos financiamentos de custeio-comercialização e de investimento. O financiamento para custeio e comercialização atingiu valores maiores e apresentou um forte grau de correlação com a agricultura empresarial. O financiamento de investimento obteve um maior crescimento durante o período analisado e indicou um intenso grau de relacionamento com os dois tipos de agricultura. Conclui-se que a agricultura empresarial utilizou mais o crédito rural para financiar custeio-comercialização quando comparada à agricultura familiar.

Palavras-chave

Agricultura; Agronegócio; Produção; Política agrícola.

Texto completo:

PDF