PRODUÇÃO BOVINA E DESMATAMENTO: ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA ATIVIDADE PECUÁRIA NO ESTADO DE RONDÔNIA

Talita Regina Dal Magro, Moacir José dos Santos, Lourival da Cruz Galvão Júnior, José Luis Gomes da Silva, Edson Aparecida de Araujo Querido Oliveira

Resumo

A expansão da pecuária em Rondônia tem causado implicações econômicas, sociais e ambientais que evidenciam a urgência de um delineamento dessas consequências com vistas à identificação do impacto da criação bovina no Estado. Tal condição motiva o presente estudo a avaliar a distribuição espacial da pecuária e identificar os índices de produção nas microrregiões de Rondônia de2010 a2015, comparando a distribuição espacial e a expansão produtiva com o desmatamento. A pesquisa, que é qualitativa, descritiva e baseada na análise de documentos, identificou a microrregião de Ji-Paraná com o maior efetivo bovino, mas cresceu apenas 6,57%, e o maior crescimento 24,73% foi apresentado pela microrregião de Porto Velho, enquanto o menor rebanho está na microrregião de Guajará-Mirim. Quanto ao desmatamento, dados do INPE revelaram que se obteve o menor quantitativo em 2010, com 435 km² desmatados, enquanto em 2016 a área atingida mais que dobrou, atingindo 1030 km².

Palavras-chave

Planejamento. Desenvolvimento Regional. Pecuária. Microrregiões

Texto completo:

PDF