Evolução dos custos de produção de tilápias (Oreochromis niloticus) em propriedades da região Oeste do Estado do Paraná (2000-2003)

Nestor J. Braun, Ilson Mahl, Rafael L. B. de Andrade, Ricardo L. Wagner, Bruno E. de Souza, Adriana C. Bordignon, Ricardo S. Martins

Resumo

O objetivo do estudo foi analisar os custos de produção da piscicultura praticada na região oeste do Paraná. Os custos são apurados mensalmente pela equipe do GEPEC/Piscicultura. Em linhas gerais, os custos referem-se a exploração comercial de uma área de 24.000 m2 , em 8 tanques, o que proporciona a produção de 14,4 t de tilápia (Oreochromis niloticus) por ciclo de produção, com o peso unitário médio de 0,4 kg. Para o custo total de implantação, a taxa de crescimento foi de 0,63% a.m. e para os custos de terraplanagem, 0,84% a.m., sendo que o último representa em torno de 70% dos investimentos iniciais. Os custos fixos apresentaram uma taxa de crescimento de 0,022% a.m., com destaque para os alevinos –1,09% a.m., o custo variável representou cerca de 50 a 55% do custo total de produção e uma taxa de crescimento de 0,99% a.m. o que exige a necessidade de se verificar alternativas para diminuir esses custos, que são bastante sensíveis às variações nos preços das matérias-primas. Ficou evidenciada a necessidade do estabelecimento de um agente responsável pela governança da cadeia, para garantir sua sobrevivência.

Texto completo:

PDF