ÁREAS PROTEGIDAS FRONTEIRIÇAS

Marcela Stüker Kropf, Rogério Ribeiro Oliveira

Resumo


A fronteira é interessante recorte para estudos ambientais já que as fronteiras políticas nem sempre respeitam as fronteiras ecológicas, dessa forma, pretende-se abordar um instrumento de gestão da biodiversidade ainda pouco explorado no Brasil - as áreas protegidas fronteiriças. Essa ferramenta tem sido utilizado também para outros fins, além da conservação da natureza, tais como a valorização do patrimônio cultural e a promoção da paz. Pensando na dialética local-global das questões ambientais e partindo de uma visão da fronteira concebida como região e território, que se delineia o objetivo deste artigo, ou seja, revisar conceitos sobre a gestão de áreas protegidas fronteiriças. São apresentados tópicos gerais para entender esta questão, além de breve exposição sobre a temática na Tríplice Fronteira composta por Foz do Iguaçu (Brasil), Ciudad Del Este (Paraguai) e Puerto Iguazú (Argentina). 

Palavras-chave


Fronteira; Áreas Protegidas; Tríplice Fronteira

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Perspectiva Geográfica

 


e-ISSN: 1981-4801

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Marechal Cândido Rondon
Curso de Graduação e Pós-Graduação em Geografia
Rua Pernambuco, 1777 - Centro
Marechal Cândido Rondon – Paraná - CEP: 85960-000

| revista.pgeografica@unioeste.br |