Considerações sobre o romance histórico no Brasil: limiar do século XXI

Antonio R. Esteves

Resumo

É facilmente constatável, a partir das últimas décadas do século XX, o incremento de publicações de narrativas híbridas que, rompendo as barreiras dos tradicionais gêneros, privilegiam ações que se desenvolvem no passado ou tratam diretamente de temas históricos. O fenômeno, praticamente de âmbito universal, também pode ser observado no Brasil. O presente texto discute, em linhas gerais, as manifestações mais recentes do romance histórico brasileiro. Da mesma forma, procura demonstrar como esse gênero narrativo, num movimento pendular entre tradição e ruptura, tem lido de modo privilegiado os signos da história, descortinando várias facetas identitárias.

Texto completo:

PDF