VIOLETA PARRA: UMA VIDA DEDICADA AO RESGATE E À RECOPILAÇÃO DA CULTURA POPULAR CHILENA

Patricia Virginia Cuevas Estivil

Resumo

Este artigo faz parte da pesquisa doutoral que tem como objetivo analisar, na obra de Violeta Parra, o modo como esta multiartista chilena reelabora elementos da cultura popular de seu país, cuja atitude demonstra o compromisso político com a decolonização e a emancipação do saber popular.  Tal posicionamento abre fissuras nos modos de conceber valores religiosos, espirituais e culturais Ocidentais que foram trazidos para América Latina. Observa-se que Violeta Parra compreendia no resgate da tradição popular uma forma de reconstruir o passado histórico do seu povo. Desta forma, sua obra possibilita uma compreensão de futuro construída na autoconsciência cultural e epistemológica, dominada pelas formas simbólicas da modernidade/ colonialidade. Neste artigo, se apresentam textos testemunhais de seus filhos e pessoas do âmbito artístico, que a conheceram e sabiam do seu projeto emancipatório, o que permitiu, que sua obra se cobrisse de um espírito de chilenidade que é o cerne de toda sua produção artística. A pesquisa se sustenta nos pressupostos teóricos dos estudos pós-coloniais de: Frantz Fanon (1961), Spivak (2010), Homi Bhabha (1998),Walter Mignolo (2003:2007), Anibal Quijano (2000), Adolfo Colombres (2007) Jesús Martin-Barbero(1991) e Martín  Lienhard (2011), entre outros, os quais propõem romper com a fixidez colonialista e com binarismos culturais identitários.

Palavras-chave

Violeta Parra; Decolonização; Resgate da memória popular

Texto completo:

PDF