CONSIDERAÇÕES HISTÓRICO-LITERÁRIAS SOBRE A REVOLUÇÃO ESCRAVOCRATA DE SAINT-DOMINGUE EM LA ISLA BAJO EL MAR (2009), DE ISABEL ALLENDE

Tatiana Pereira Tonet

Resumo

O presente artigo expõe uma análise dos fatos fictícios e históricos sobre o conflito escravocrata de Saint-Domingue (1791-1804), narrados em La isla bajo el mar (2009). Diante desse contexto, também foram abordadas algumas questões sociais, econômicas e políticas que desencadearam tal conflito. A Revolução Haitiana foi o maior levante de escravo do mundo, que deu origem à sua libertação e à emancipação da ilha. Após a proclamação da república, Saint-Domingue recebeu o nome de Haiti e se tornou o primeiro estado independente da América Latina, assim como a primeira república negra do mundo. Isabel Allende (2009) desenvolve um discurso ficcional que reconta a história da rebelião dos escravos; narra episódios e personagens históricos, mesclando-os, no mesmo tempo e espaço, aos fictícios.

Palavras-chave

Revolução Haitiana (1791-1804). Romance histórico hispano-americano. La isla bajo el mar (2009).

Texto completo:

PDF