As formas de escrita do eu no "Livro do Desassossego", de Fernando Pessoa

Maria Aparecida Rodrigues

Resumo


Este artigo pretende demonstrar que o Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa, é uma escrita autobiográfica confessional que apresenta na sua elaboração discursiva, mais de uma forma de escrita do eu, como: o diário íntimo, o auto-retrato; a epistolografia e a memória.

Palavras-chave


discurso autobiográfico, escrita do eu, Fernando Pessoa

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista de Literatura, História e Memória - Qualis B2

ISSN: 1983-1498 — ISSN: 1809-5313


Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalhm@gmail.com |