HISTÓRIA E MEMÓRIA PELOS BECOS DA CIDADE: ANÁLISE DE “ODES AOS RATOS”, DE CHICO BUARQUE E EDU LOBO.

Maria Daise Oliveira Cardoso

Resumo


Memória e história, no âmbito literário, são eixos inter-relacionados. Pensar o discurso memorialístico é percorrer os caminhos da história. Nesse intermeio, não raramente identificamos registros literários que singularizam espaços urbanos e seus transeuntes. A canção de Chico Buarque e Edu Lobo, “Ode aos Ratos”, para nós entendida como um texto poético, não foge a essa característica, o que permite um estudo pelo viés da memória e da história. O texto em análise é exemplo de uma canção com traços prosaicos e permeada de metáforas e figuras de linguagem, que exploram os sons e os sentidos do texto escrito e seus arranjos melódicos. Um discurso litero-musical que se compõe nesse jogo entre escrita literária, crítica social e canção, que ressoam pelos becos das cidades


Palavras-chave


Memória; História; “Ode aos Ratos”

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Revista de Literatura, História e Memória

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista de Literatura, História e Memória - Qualis B2

ISSN: 1983-1498 — ISSN: 1809-5313


Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalhm@gmail.com |