Cromatografia de filtração em gel para a purificação de moléculas protéicas e glicídidas a partir de nematóides fitopatogênicos

Edilaine Della Valentina Gonçalves, José Renato Stangarlin, Sidiane Coltro Roncato, Omari Dangelo Forlin Dildey, Cristiane Cláudia Meinerz, Odair José Kuhn

Resumo

Fêmeas de nematoides formadores de galhas podem apresentar compostos capazes de ativar mecanismos de defesa no vegetal. Nesse intuito, a técnica de cromatografia baseia-se na purificação de moléculas como proteínas, glicoproteínas, ácidos nucléicos e polissacarídeos, as quais podem apresentar características eliciadoras. O objetivo do trabalho foi determinar a metodologia de purificação de eliciadores, a partir de nematoides fitopatogênicos, pela cromatografia de filtração em gel (CFG). Fêmeas de nematoides de Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica foram extraídas, maceradas, e posteriormente submetidas à cromatografia de filtração em gel. Para M. incognita foram obtidos cinco picos proteicos e sete picos glicídicos, com massas moleculares variando de 8,80 a 285,95 KDa e 65,09 a 7,47 µg de glicose mL-1, respectivamente. Para M. javanica obteve-se quatro picos proteicos, cujas massas variaram de 304,99 a 108,73 KDa. Por meio da CFG foi possível purificar frações proteicas e glicídicas a partir de fêmeas de M. incognita e M. javanica, que serão utilizadas posteriormente para ensaios de indução de resistência em plantas.

Palavras-chave

Meloidogyne incognita, Meloidogyne javanica, eliciadores

Texto completo:

PDF