Análise de crescimento em sorgo sob diferentes stands

Thiago Gledson Rios Terra, Tarcísio Castro Alves de Barros Leal, Susana Cristina Siebeneichler, Justino José Dias Neto, Liamar Maria Dos Anjos, Diogo Vieira de Castro

Resumo

Tendo em vista a atual e crescente importância da cultura do sorgo no Brasil, e que a mesma pode ser cultivada em condições edafoclimáticas desfavoráveis a outros cereais, foi realizada a análise de crescimento de plantas desta espécie sob diferentes densidades de plantio. O experimento foi desenvolvido no Campus Universitário de Gurupi-TO, pertencente à Universidade Federal do Tocantins, em delineamento de blocos ao acaso com cinco repetições.  Foram utilizadas quatro densidades de cultivo, correspondentes a 140, 200, 260 e 320 mil plantas por hectare. As avaliações, espaçadas de dez dias entre si, foram efetuadas durante todo o ciclo das plantas. Verificou-se que as menores densidades de cultivo apresentaram maiores taxa de crescimento absoluto (TCA), taxa de assimilação líquida (TAL) e razão de massa caulinar (RMC). As maiores densidades de cultivo apresentaram maiores área foliar específica (AFE) e razão de massa foliar (RMF). Considerando a ocorrência de deficiência hídrica no final do ciclo das plantas, observou-se que os tratamentos sob maiores densidades de cultivo foram os que menos sofreram com esse estresse.

Palavras-chave

Sorghum bicolor L., densidade, fotossíntese, crescimento

Texto completo:

PDF