Controle de doenças no morangueiro em diferentes sistemas de cultivo: um estudo de caso sobre a sustentabilidade

L. Assi, J. R. Stangarlin, R. L. Portz

Resumo

A inobservância das inter-relações dos recursos naturais com o ambiente global tem comprometido a manutenção da vida na terra. A economia neoclássica acredita que o problema ambiental pode ser resolvido pela tecnologia e o sistema capitalista incentiva o consumismo, que acaba contribuindo com a exaustão dos recursos naturais, e a poluição do meio ambiente. O grande desafio está em encontrar caminhos mitigadores que possibilitem o desenvolvimento econômico, sem que afete tanto o meio como tem ocorrido. Dentro deste enfoque esta a agricultura alternativa cuja base mestra é a manutenção de fertilidade do solo, através da adubação orgânica, e da sanidade das plantas por métodos culturais, físicos, genéticos e alternativos, dispensando-se o uso dos tradicionais fungicidas e inseticidas. Especificamente para
doenças, o controle alternativo envolve o controle biológico e a utilização de extratos naturais com propriedades antimicrobiana e/ou indutora de resistência. O objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade econômica do controle alternativo de doenças no morangueiro, em cultivo orgânico, pelo uso de extratos, utilizando
informações coletadas juntamente com produtores de morango
e aquelas resultantes de trabalhos de pesquisa. A partir dos dados de custeio para produção de morango (adubação, irrigação, energia elétrica, defensivos e mão-de-obra), elaborou-se uma planilha comparativa para os sistemas de cultivo: convencional; orgânico com o uso de calda bordaleza; e orgânico com o uso de extratos vegetais, para o controle de doenças do morangueiro. A análise dessas informações indicou que, embora o custo de produção tenha sido em média 3,6 vezes maior no cultivo convencional do
que nos orgânicos, a renda foi ainda 1,9 vezes maior em
relação ao orgânico com calda bordaleza, porém 2% inferior
ao orgânico com extrato vegetal. Os impactos sobre o meio
ambiente e sobre a saúde do aplicador são discutidos.

Palavras-chave

Agricultura orgânica, agroecologia, controle alternative

Texto completo:

PDF