Aspectos morfométricos de frutos e morfológicos de plântulas de Vitex montevidensis Cham.

Glaucia Bravo Dias, Marlene de Matos Malavasi, Roberio Anastácio Ferreira, Ubirajara Contro Malavasi

Resumo

O estudo objetivou caracterizar morfometricamente frutos do tarumã durante o processo de maturação. Seis coletas semanais no período de Fevereiro a Março foram realizadas de acordo com a modificação do estádio de maturação dos frutos. Os parâmetros morfológicos estudados nos frutos incluíram tipo, deiscência, forma, cor, textura e consistência do pericarpo, enquanto para nas sementes abrangeram tipo, cor, dimensões, textura, forma, estruturas presentes, e características do embrião. As observações indicaram que o fruto pode ser descrito como nuculânio, indeiscente, globoso ou ovóide, carnoso, com colorações variáveis com os estádios de maturação. Os pirênios são ovóides com quatro lóculos, mas apenas um deles apresenta semente. A semente possui testa de coloração palha, com consistência papirácea quando seca e membranácea quando hidratada. O hilo é heterócromo de coloração marrom escuro.

Palavras-chave

tarumã, semente, espécie lenhosa nativa, biometria

Texto completo:

PDF