Características agronômicas de genótipos de sorgo mutantes BMR e normais utilizados para corte e pastejo

Poliana Batista de Aguilar, Daniel Ananias de Assis Pires, Benara Carla Barros Frota, José Avelino Santos Rodrigues, Vicente Ribeiro Rocha Júnior, Sidney Tavares dos Reis

Resumo

O experimento foi conduzido nas dependências da Embrapa Milho e Sorgo, em Sete Lagoas, MG, objetivando-se avaliar as características agronômicas de genótipos de sorgo mutantes BMR e normais, sendo 11 mutantes BMR e nove normais. A semeadura foi realizada seguindo o delineamento de blocos casualizados, em três repetições, cada genótipo foi tido como um tratamento. As características agronômicas foram analisadas aos 42 dias de rebrota após o primeiro corte, quando foi avaliada a altura das plantas e a produção de matéria verde e de matéria seca. Verificou-se diferença significativa entre os genótipos para essas características. Para a altura, os valores médios oscilaram de 1,28 m para o genótipo CMSXS156AxTX2785bmr a 1,72 m para o IS10428xTX2784. Já em relação à produção de matéria verde, os valores médios variaram de 12,00 t ha-1 para o CMSXS157AxTX2785bmr a 18,93 t ha-1 para o IS10428xTX2784; e quanto a produção de matéria seca os valores médios oscilaram de 1,23 t ha-1 para o CMSXS156AxTX2784 a 2,29 t ha-1 para o IS10428xTX2784. Não houve neste experimento plantas acamadas e nem quebradas. Os resultados obtidos indicam maiores produções para os genótipos IS10428xTX2784, IS10252XTX2784 e o BR007AxTX2784.

Palavras-chave

Forragem; isogênicos; nervura marrom; ruminantes.

Texto completo:

PDF