O TRABALHO NA CADEIA DA SOJA NO CENTRO-OESTE BRASILEIRO: UM DEBATE SOBRE EMPREGO, RENDA E CONDIÇÕES DE TRABALHO NA AGRICULTURA CAPITALISTA CONTEMPORÂNEA

Herick Vazquez SOARES

Resumo


A crescente combinação entre tecnologia e biotecnologia na produção agrícola e o imbricamento entre capitais agroindustriais e financeiros na agricultura transformou não só o modo de produzir, mas também as relações sociais no campo e a relação campo-cidade. Esse processo de modernização tecnológica e de expansão dos capitais oligopolistas na agropecuária é a principal marca da expansão da soja pela região Centro-Oeste do Brasil. Através de levantamentos de dados estatísticos, bibliografia e entrevistas semiestruturadas, busca-se neste estudo apresentar um panorama do mundo do trabalho na agricultura capitalista da soja desenvolvida no Estado de Mato Grosso e avaliar o significado do modelo desenvolvimento engendrado por essa atividade para o mundo do trabalhado e o bem-estar dos trabalhadores assalariados rurais.


Palavras-chave


Trabalho Rural, Desigualdade, Soja, Agricultura, Emprego.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Tempos Históricos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Tempos Históricos

 

e-ISSN 1517-4689 

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Marechal Cândido Rondon

Programa de Pós-Graduação em História

Rua Pernambuco, 1777- Caixa Postal 91

Marechal Cândido Rondon – Paraná- Brasil

CEP: 85960-000

| e-mail principal: revista.thistoricos@unioeste.br — e-mail secundário: thistoricos@yahoo.com.br |