História e crise na redemocratização brasileira: O conceito de crise na Revista de Cultura Contemporânea (1978-1982)

Leonardo Martins Barbosa

Resumo

A proposta do artigo é investigar como intelectuais oriundos da escola paulista de sociologia experimentaram os momentos finais do regime militar. Para tanto, a proposta teórico-metodológica da história dos conceitos desenvolvida pelo historiador alemão Reinhart Koselleck é utilizada para analisar três conceitos considerados centrais que
surgem na Revista de Cultura Contemporânea, fundada em 1978 pelo Centro de Estudos de Cultura Contemporânea: crise, modernidade e democracia. Tal análise revela que a própria revista foi criada em face da possibilidade de construção de uma experiência de tempo acelerada cujo objetivo romper com uma tradição autoritária.

Palavras-chave

Redemocratização; ditadura militar; democracia; modernidade; Cedec

Texto completo:

PDF