AS REVOLUÇÕES COMUNERAS DE CASTELA (1520-1522) E DO PARAGUAI (1721-1735): UMA ANÁLISE SOBRE SUAS APROPRIAÇÕES E ABORDAGENS HISTORIOGRÁFICAS

Eliane Cristina Deckmann Fleck, Luis Alexandre Cerveira

Resumo

Neste artigo, reconstituimos historicamente as revoluções comuneras ocorridas em Castela (1520-1522) e no Paraguai (1721-1735), analisando-as à luz das abordagens que a historiografia espanhola e latinoamericana produziram sobre estes dois levantes revolucionários, com destaque para as apropriações e ressignificações de que foram alvo em diferentes momentos da história desses dois países.

Palavras-chave

Revolução Comunera de Castela; Revolução Comunera do Paraguai; historiografia.

Texto completo:

PDF