MARCAS DA TRANSCULTURAÇÃO NA OBRA “DOIS IRMÃOS”, DE MILTON HATOUM

Antonio Carlos Pimentel Pinto Júnior

Resumo

A proposta deste trabalho é apontar a fusão cultural que atravessa a narrativa da obra “Dois irmãos”, do escritor amazonense Milton Hatoum. Descendente de imigrantes, Hatoum desenha um universo intercultural com marcas dos povos libanês e amazônico espargidas ao longo de todo o tecido textual. O conceito de transculturação servirá de parâmetro para este estudo, por compreender as transformações socioculturais decorrentes dos fluxos migratórios e a reelaboração da linguagem a partir da mistura de identidades.

Palavras-chave

literatura, linguagem, identidade, cultura, transculturação

Texto completo:

PDF