Manaus: Crescimento Populacional E Migrações Nos Anos 1990

Autores

  • Tayana Nazareth
  • Marília Brasil
  • Pery Teixeira

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v15i3.6296

Palavras-chave:

espaço urbano, zona franca, migrações.

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar as principais características referentes à inserção do migrante na área urbana do município de Manaus, bem como suas características sócio-demográficas. Foram utilizados os dados do censo demográfico de 2000, disponíveis e organizados através do aplicativo livre Recuperação de Dados para Áreas Pequenas por Microcomputador (REDATAM). Verificou-se um expressivo número de migrantes residentes na cidade, com população migrante total, segundo os quesitos de última etapa, no ano de 2000, de 37,2% da população manauara. Quanto à origem dos migrantes, verificou-se que os migrantes com moradia anterior em municípios de outros estados, correspondem a 63,5% do total de migrantes, os intra-estaduais correspondem a diferença, com 36,5% do total de migrantes. Destacam-se entre os Estados com maior número de migrantes residindo em Manaus: Pará, Maranhão, Ceará, Rio de Janeiro e São Paulo. No que se refere à inserção dos imigrantes no espaço urbano em Manaus, percebe-se que a porção da zona leste da cidade é onde se localiza grande parte dos migrantes recentes, fato que se mostra coerente com o maior crescimento desta zona.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

NAZARETH, T.; BRASIL, M.; TEIXEIRA, P. Manaus: Crescimento Populacional E Migrações Nos Anos 1990. Informe GEPEC, [S. l.], v. 15, n. 3, p. 488–502, 2000. DOI: 10.48075/igepec.v15i3.6296. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/6296. Acesso em: 7 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos