[1]
R. J. B. da Silva, “Jane Austen no cinema de 1940: screwball comedy, tradução e manipulação”, Trav., vol. 11, nº 2, p. 300–314, set. 2017.