A ECOLOGIA NO PRATO: UMA ANÁLISE ETNOGRÁFICA SOBRE OS CONCEITOS DE ECOGASTRONOMIA E PRAZER

Kamila Guimarães Schneider

Resumo


O tema que estrutura este trabalho é a ecogastronomia. Mais especificamente pretendo discutir o seu conceito e a sua aplicabilidade através das diretrizes e das visões trazidas pelo movimento denominado Slow Food. Para tal é necessário em um primeiro momento trazer uma contextualização sobre o Slow Food. Em seguida discutir como um movimento internacional, que propõem uma alimentação local, se articula com as esferas nacionais e regionais. Desta forma, ver os pontos convergentes e divergentes deste conceito no âmbito brasileiro e regionalizado. Para, enfim, analisarmos como se estabelece as práticas e hábitos cotidianos da produção e do consumo alimentar ecológico dos participantes e consequentemente como teorizam e o que compreendem sobre ecologia e sua ligação com a alimentação.


Palavras-chave


Ecogastronomia, Glocal, Slow Food.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Alamedas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Alamedas - Revista Eletrônica de Filosofia


e-ISSN 1981-0253

Unioeste

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Toledo

Rua da Faculdade, 645 - Jardim La Salle

CEP: 85903-000 – Toledo-Paraná-Brasil

Fone: (45) 3379-7071

| revistaalamedas@gmail.com |