ANÁLISE TERRITORIAL: RISCO E VULNERABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DAS ÁREAS RIBEIRINHAS DO RIO MUNDAÚ EM UNIÃO DOS PALMARES-AL

Claudionor de Oliveira Silva, Luciana Turatti, Júlia Elisabete Barden, Odorico Konrad

Resumo

 

Resumo: No contexto atual, não há como negar os efeitos ocasionados por alguns fenômenos da natureza, em especial quando estes são potencializados devido a ocupação de áreas ribeirinhas. O objetivo deste artigo foi analisar a intensificação dos efeitos dos impactos socioambientais causados nas áreas ribeirinhas do Rio Mundaú em União dos Palmares-AL, após a enchente de 2010. Assim, procedeu-se uma pesquisa de cunho qualitativo que possibilitou a compreensão e interpretação da ocorrência desse acontecimento e as estratégias da ação social adotada pelos indivíduos. O método utilizado foi o qualitativo. Além da pesquisa bibliográfica e documental, realizou-se observação “in loco” das áreas atingidas e foram aplicadas entrevistas semiestruturadas aos moradores dos novos conjuntos habitacionais e a representantes da defesa civil. Conclui-se que as áreas de riscos são propícias às inundações no município e são decorrentes da urbanização sem planejamento, que atinge os padrões socioeconômicos, culturais e ambientais em que a população está inserida. Somam-se a tais aspectos, a falta de saneamento básico, as ocupações irregulares das áreas ribeirinhas e a retirada da mata ciliar, os quais contribuem para intensificar os efeitos das enchentes e inundações na cidade. 

Palavras-chave

Desastres naturais, Enchentes e inundações, Problemas socioambientais

Texto completo:

PDF