Turismo como estratégia para desenvolvimento territorial do Contestado: o caso exemplar do território Castilha-La Mancha

Alexandre Assis Tomporoski

Resumo

Embora transcorridos cem anos desde o término da Guerra do Contestado, fatores históricos que influenciaram a deflagração do conflito bélico ainda hoje permanecem gerando sérios entraves ao desenvolvimento territorial do Contestado. O objetivo deste artigo consiste em apresentar uma estratégia alternativa de desenvolvimento territorial, pautada na atividade turística e suscetível de aplicação no território do Contestado. A metodologia adotada focaliza o conceito de desenvolvimento territorial e considera um caso bem sucedido de território que viabilizou a atividade turística. Sob esta perspectiva, examina-se o caso do território de Castilha-La Mancha, que identificou, na obra universal de Miguel de Cervantes, Dom Quixote, potencial para implementação de estratégias de desenvolvimento territorial centradas na atividade turística. Amparando-se nas experiências do território de Castilha-La Mancha, conclui-se sobre a admissibilidade de aplicação, no território sob enfoque, de estratégias de desenvolvimento congêneres, fundamentadas no turismo histórico e em ativos materiais e imateriais do Contestado.

Palavras-chave

Turismo, Desenvolvimento Territorial; Território do Contestado; Território de Castilha-La Mancha.

Texto completo:

PDF