CO-INTEGRAÇÃO, CAUSALIDADE E EFETIVIDADE DO HEDGE PARA PREÇOS DO CONTRATO DE BOI GORDO PARA NOROESTE DO PARANÁ

Daniel Ferreira Gonçalves, Ari Antônio Francischini, Alexandre Florindo Alves, José Luiz Parré

Resumo

O artigo objetivou verificar a relação entre o preço a vista e futuro do boi gordo na região noroeste do estado do Paraná. Utilizou-se para a análise como preço futuro, o contrato futuro de boi gordo para o primeiro vencimento fornecido pela BM&F e como preço a vista a série de preços do Cepea para a região em estudo. Os dados se referem ao período de 03 de Janeiro de 2001 a 06 de Novembro de 2006. Para verificar a relação entre os preços utilizou-se o teste de causalidade de Granger; os testes de co-integração de Johansen e os resultados mostraram um equilíbrio de longo prazo entre as variáveis, o que significa que elas se relacionam. Além da verificação da efetividade do hedge para a região. Verificou-se uma relação de bicausalidade entre as variáveis preço futuro e preço a vista, mostrando que os agentes ao tomarem suas decisões no mercado a vista, levam em consideração o preço de fechamento do dia anterior ao contrato de primeiro vencimento, assim como os agentes no mercado futuro ao tomarem suas decisões levam em consideração o que está ocorrendo no mercado a vista. Confirmou-se também que a efetividade do hedge é baixa nessa região.

Palavras-chave

boi gordo, causalidade, co-integração, efetividade do hedge.

Texto completo:

PDF