PERSPECTIVAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA BASEADA EM MATÉRIAS-PRIMAS RENOVÁVEIS NO BRASIL: UMA ANÁLISE REGIONALIZADA

Gislane Ferreira Barbosa, Waldecy Rodrigues

Resumo


Este artigo apresenta perspectivas iniciais para o desenvolvimento de uma “nova” indústria baseada em matérias-primas renováveis do Brasil, a partir de um recorte regional. Para tanto, discute-se o panorama atual do sistema agroindustrial da soja e da cana-de-açúcar no Brasil, identificando o volume e a evolução da produção dessas commodities, a localização das agroindústrias processadoras de soja e da cana-de-açúcar, e faz, também, um mapeamento da competência técnico-científico voltadas para tecnologias no desenvolvimento de matérias-primas agrícolas em bioprodutos. A análise da estruturação dessa indústria foi feita de forma regionalizada no Brasil, em sete regiões- Norte, Nordeste, Sudeste, Sul, Centro-Oeste, Centro-Oeste Expandido e o MATOPIBA. Os principais resultados apontam as regiões Centro-Oeste e Sul como as maiores produtoras e processadoras de soja, enquanto a região Sudeste é forte concentradora das atividades da cadeia produtiva da cana-de-açúcar e da base técnico-científica do Brasil, apresentando, portanto, melhores perspectivas para o desenvolvimento dessa indústria. 


Palavras-chave


Desenvolvimento; Matérias-Primas Renováveis; Produção; Regional.

Texto completo:

PDF


INFORME GEPEC


e-ISSN: 1679-415X — ISSN: 1676-0670 (descontinuado em 2010)

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Informe Gepec- PGDRA
Rua da Faculdade, 645
Jardim La Salle - Toledo - Paraná
85903-000

[
revista.gepec@gmail.com ]