O método estrutural-diferencial: aplicação da adaptação de Herzog e Olsen para a microrregião de Maringá frente à economia paranaense 1994/2008

Carlos Alberto Gonçalves Junior, Rinaldo Aparecido Galete

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar a microrregião de Maringá a partir do método estrutural-diferencial frente ao estado do Paraná. A microrregião apresentou dinamismo principalmente nos setores de confecção de artigos do vestuário e acessórios e produção de alimentos e bebidas, porém não apresentou esse dinamismo em setores estratégicos como fabricação de equipamentos de informática, materiais eletrônicos e veículos automotores. Nesse contexto torna-se necessária uma atenção especial para esta constatação no sentido de direcionamento das políticas públicas no intuito de estimular esse dinamismo.


Palavras-chave


Método Estrutural-diferencial; Economia regional; Desenvolvimento Econômico.

Texto completo:

PDF


INFORME GEPEC


e-ISSN: 1679-415X — ISSN: 1676-0670 (descontinuado em 2010)

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Informe Gepec- PGDRA
Rua da Faculdade, 645
Jardim La Salle - Toledo - Paraná
85903-000

[
revista.gepec@gmail.com ]