A questão agrária e o mercado de trabalho rural no Brasil

Jefferson Andronio Ramundo Staduto, Ana Cecília Kreter

Resumo

A questão agrária já foi analisada ao longo dos anos sobre vários pontos de vista, assim como os conflitos decorrentes dela. Atualmente, ela está presente em diferentes campos analíticos como, por exemplo, na questão ambiental, mas há outros que não tem tanta evidência como no mercado de trabalho. Para que se avance nestas problemáticas abertas é necessário que o Estado dê prioridade à elas na elaboração de suas políticas socioeconômicas. Mas, esta situação se tornou difícil de ser resolvida à medida que o setor agropecuário foi reduzindo a sua participação na renda nacional e se adaptando ao novo modelo capitalista nacional. Na contramão deste processo surgiu a intensa pressão dos movimentos sociais, que abriu oportunidades de inserção de alguns aspectos da questão agrária nas políticas direcionadas à agricultura familiar. O presente artigo sugere que, dentre as possíveis abordagens que a questão agrária possa assumir, deve-se prestar mais atenção aos mercados de fatores e, mais especificamente, ao mercado de trabalho. Desta forma, acredita-se que poderiam ser priorizadas as políticas sociais que focam a inserção da população rural no mercado de trabalho através da ampliação da sua participação na agenda do Estado.

Palavras-chave

questão agrária, mercado de trabalho rural, políticas públicas

Texto completo:

PDF