LUIZA AMÉLIA DE QUEIROZ O FEMINISMO EM POESIAS NO PIAUÍ NO SÉCULO XIX

Janaina Cavalcante Correia

Resumo


O presente trabalho analisa e faz conhecer a obra incomum da piauiense Luiza Amélia de Queiroz, que em meados do século XIX expressou através da sua escrita alcançar espaço no meio intelectual, com sua literatura poética fez-se perceber, escreveu em jornais e publicou dois livros “Georgina” e “Flores Incultas”, sendo este último base para realização deste trabalho, agregando a isso fontes documentais como periódicos e jornais da época em que a autora vivia, incorporando a isso uma bibliográfica no campo da História das mulheres para compreensão do contexto histórico em que a poetisa estava inserida. Dentre as abordagens possíveis de análise do livro, escolhemos seu literário poético, sobretudo as características contidas em suas poesias que o feminismo consiga abranger. 


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Revista de Literatura, História e Memória

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista de Literatura, História e Memória - Qualis B2

ISSN: 1983-1498 — ISSN: 1809-5313


Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalhm@gmail.com |