TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA ENTRE OS ASPECTOS ESTRUTURAIS: UMA ANÁLISE SOCIOLÓGICA DA OBRA BARRETIANA

Maria Betânia da Rocha de Oliveira

Resumo


Este trabalho objetiva analisar o romance Triste fim de Policarpo Quaresma (2002) de Lima Barreto em seus aspectos estruturais, sociais e históricos. E, nessa perspectiva busca apresentar as questões referentes à narrativa literária a partir dos questionamentos sobre a natureza conceitual e estrutural da obra em sua relação com o contexto social e histórico expresso na obra. Nessa perspectiva, objetiva apresentar a forma como os elementos estruturais da narrativa constroem uma história de representação de mundo por meio do personagem protagonista que circula em um espaço ficcional da realidade brasileira. Para garantir a unidade textual, esta pesquisa expõe, inicialmente, um breve relato sobre as várias concepções da narrativa e a importância de seus elementos estruturais para a composição da unidade romanesca e, logo após a apresentação das questões gerais, inicia a análise do romance. Todo o trabalho seguiu a fundamentação teórica de: Barthes (1973), Propp (1983), Genette (1976),  Todorov (1976), Brait (2010), Goldmann (1976), entre outros.

Palavras-chave


Análise Estrutural; Lima Barreto; Romance Social.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2017 Revista de Literatura, História e Memória

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista de Literatura, História e Memória - Qualis B2

ISSN: 1983-1498 — ISSN: 1809-5313


Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalhm@gmail.com |