MEMÓRIA E IDENTIDADES NOS DESACONTECIMENTOS DE ELIANE BRUM

Any Mary Ossak Cordeiro, Nincia Cecilia Ribas Borges Teixeira

Resumo


O presente artigo discute a relação entre memória e identidade voltando-se para as escritas de si utilizando como aporte teórico obras de Joel Candau (2018), Maurice Halbwachs (2004), Stuart Hall (2006), Lejeune (2014) como embasamento para analisar a construção identitária de Eliane Brum em sua obra “Meus Desacontecimentos, a história da minha vida com as palavras”, que segue o genêro relato autobiográfico relatando memórias de sua infância. Eliane Brun, por meio da palavra em sua escrita literária, revela traços e acontecimentos que a perpassaram e formaram parte de sua identidade. A memória, nesse espaço, constiui-se nesse processo, pois, tanto identidade como memória, são constructos sociais.

Palavras-chave


memórias; identidades; escritas de si.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2020 Revista de Literatura, História e Memória

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista de Literatura, História e Memória - Qualis B2

ISSN: 1983-1498 — ISSN: 1809-5313


Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalhm@gmail.com |