BREVE PANORAMA DO MODERNISMO NO BRASIL - REVISITANDO MÁRIO E OSWALD DE ANDRADE

Rita de Cássia Martins Oliveira

Resumo

O movimento Modernista brasileiro foi provedor de significativas contribuições para a nossa literatura e cultura.  O presente artigo traça um panorama do movimento, sua influência na formação de um novo conceito de nacionalidade, a partir de uma revisão crítica do período colonial e da valorização dos elementos da cultura vernácula. As contribuições de Mário e Oswald de Andrade foram fundamentais para a concretização do ideal modernista de instituir um caráter verdadeiramente brasileiro à nossa literatura e às mais diversas manifestações artísticas. Os manifestos oswaldianos, Pau-Brasil e Antropófago, abriram caminho para a valorização das qualidades nacionais e para a deglutição do mundo.  Através da metáfora da antropofagia, Oswald de Andrade propõe a devoração crítica das qualidades do outro para nutrir e aprimorar a cultura nacional brasileira, transformando o tabu em totem. Mário rompe de vez com o passadismo e concretiza, através de sua obra, Macunaíma, o herói sem nenhum caráter, talvez a maior realização de antropofagia porque já passou a nossa literatura. Apesar de já completados 90 anos desde o início do Modernismo no Brasil, marcado pela Semana de Arte Moderna, os conceitos de seus idealizadores permanecem atuais, mutantes, como o conceito de antropofagia, ajustando-se, ao longo do tempo, à realidade nacional. 

Palavras-chave

Modernismo brasileiro,

Texto completo:

PDF