DESLIZAMENTOS DE SENTIDO EM DISCURSOS PRODUZIDOS SOBRE A MULHER

Fernanda Pereira

Resumo


Em abril de 2015, Kiran Gandhi decidiu correr os 42 km da Maratona de Londres sem usar absorvente, como forma de protesto contra a opressão da mulher e para promover uma discussão sobre o assunto, visto que em, muitos países, temas relacionados à intimidade feminina ainda são considerados tabus. Neste trabalho, pretende-se utilizar a Análise do Discurso francesa (AD) para compreender como um ato de protesto, que visava à libertação da mulher, produziu efeitos de sentido contrários. Por meio da análise de comentários feitos por leitores sobre a matéria publicada na internet, pretende-se tornar visível a ideologia materializada nos discursos produzidos e propagados por estes sujeitos. A ideia de impureza do corpo feminino, presente em diferentes formações discursivas ao longo da história, sustenta esses discursos que se materializam em diferentes formas de hostilidade à mulher.

 

PALAVRAS-CHAVE: Menstruação. Análise do Discurso. Efeitos de sentido.


Palavras-chave


Menstruação. Análise do Discurso. Efeitos de sentido

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Trama

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

e-ISSN 1981-4674 

Unioeste

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Marechal Cândido Rondon 

Colegiado do Curso de Letras

Rua Pernambuco, 1777

Marechal Cândido Rondon - Paraná

Caixa Postal 91 - CEP: 85960-000

| trama.unioeste@gmail.com |