INQUÉRITO EPIDEMIOLÓGICO SOBRE A TOXOPLASMOSE APLICADO AOS ACADÊMICOS DE UMA UNIVERSIDADE DO MUNICÍPIO DE TOLEDO/PR

Uilian Simões, Vanessa Yuri de Lima

Resumo

Objetivou-se avaliar o conhecimento de pessoas em relação à toxoplasmose e formas de infecção, investigação sobre o contato com gatos e hábitos alimentares. Foi realizado um estudo quantitativo, envolvendo entrevistas com 104 acadêmicos de uma Universidade no município de Toledo/PR. Depois de finalizada a coleta de dados, estes foram tabulados e organizados, utilizando o programa Microsoft Office Excel 2007, em forma de gráficos e tabelas. Não foi realizada análise estatística para tratamento dos dados. Entre os entrevistados 67% desconhecem a toxoplasmose, já 33% tinham informações sobre o parasita. Sabendo-se que o hábito alimentar é um importante fator de risco de infecção, observou-se que 78% dos acadêmicos têm o hábito de almoçar em restaurantes: sendo que 10% consome carne mal passada, 86% legumes crus, e 85% verduras cruas. O estudo aponta um elevado índice de desconhecimento sobre a toxoplasmose. Os dados mostram, que parte das pessoas estão suscetíveis ao contato com o T. gondii, em virtude de seus hábitos alimentares, consumo de carne mal passada, verduras e legumes crus. Sugere-se melhorias no processo de educação e saúde, na busca de minimizar o desconhecimento das pessoas sobre a toxoplasmose.

Palavras-chave

Toxoplasma gondii. Saúde Pública. Felídeos

Texto completo:

PDF