ASPECTOS FILOSÓFICOS NA LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO

Autores

  • Wender FALEIRO Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências e Formação de Professores – GEPEEC. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão - Campus I. Av. Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 1120. Setor Universitário - CEP 75704-020 – Catalão, GO. E-mail: wender.faleiro@gmail.com.
  • Magno Nunes FARIAS Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências e Formação de Professores – GEPEEC. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão - Campus I. Av. Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 1120. Setor Universitário - CEP 75704-020 – Catalão, GO.

DOI:

https://doi.org/10.48075/ra.v5i1.16599

Palavras-chave:

Filosofia, Educação do Campo, Licenciatura, Projeto político-pedagógico.

Resumo


Na institucionalização da Licenciatura em Educação do Campo se torna fundamental a construção do Projeto Político-Pedagógico (PPP), que é constituído com base em fundamentos filosóficos, que trazem questões sobre como essa instituição reflete e concebe a realidade do campo, bem como concepções dos sujeitos do campo, do território, da educação e dos próprios Educadores do Campo. Sendo assim, o objetivo aqui posto foi resgatar e trazer reflexões sobre esses fundamentos filosóficos do PPP da LEdoC da UFG, a partir de uma Pesquisa Documental, utilizando a Análise de Conteúdo. Nota-se que o PPP desenvolve uma filosofia da Educação do Campo ou filosofia do homem do campo para embasar suas concepções acerca dos processos educativos da LEdoC, concebe uma formação voltada para a realidade concreta do campo brasileiro, frisando a importância da vinculação a cultura e aos modos de vida dos sujeitos. Há, porém, problemáticas, como no processo de construção do documento (que não reflete uma perspectiva coletiva), e a dificuldade de se materializar no mesmo questões que marcam a Educação do Campo de maneira mais radical, como questões relacionadas a reforma agrária e formação de intelectuais com consciência de classe trabalhadora.

Biografia do Autor

Wender FALEIRO, Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências e Formação de Professores – GEPEEC. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão - Campus I. Av. Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 1120. Setor Universitário - CEP 75704-020 – Catalão, GO. E-mail: wender.faleiro@gmail.com.

Possui licenciatura e bacharelado em Ciências Biológicas, licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU); mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais, com dissertação na área de Ecologia Vegetal. Doutorado em Educação na área de Práticas e saberes pela UFU (Enfase no Ensino Médio público). Tem experiência de quatro anos na Educação Básica (Foi Professor concursado do Estado de 2006 a 2010). Foi Coordenador do Curso de Ciências Biológicas da Universidade Presidente Antônio Carlos, campus Araguari; e de 2006-2013 foi docente nessa IES. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão atuando nos cursos de Licenciaturas e no Programa de Pós-Graduação em Educação. Líder do Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências e Formação de Professores - GEPEEC/UFG; Vice-líder do NEPCampo /UFG e Coordenador de TCC do curso de Pedagogia; Membro NDE - Educação do Campo habilitação em Ciências Naturais. Professor - Pesquisador no Programa de Formação Continuada de Professores CEPAE/UFU. e-mail: wender.faleiro@gmail.com / wender.faleiro@ufg.br

Downloads

Publicado

18-10-2017

Como Citar

FALEIRO, W.; FARIAS, M. N. ASPECTOS FILOSÓFICOS NA LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO. Alamedas, [S. l.], v. 5, n. 1, 2017. DOI: 10.48075/ra.v5i1.16599. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/alamedas/article/view/16599. Acesso em: 23 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios