TENSÕES MODERNAS, HISTÓRIA, MEMÓRIA E IDENTIDADES

Autores

  • Roberto Bíscoli Unioeste

DOI:

https://doi.org/10.48075/ra.v7i1.22504

Palavras-chave:

História, Memória, Identidade

Resumo


O presente artigo aborda tensões que acontecem na produção da história e suas consequências na realidade social. Trata-se de um trabalho bibliográfico que mostra uma tendência de revisionismo na produção da história, elementos que - como memória e patrimônio sendo discutidos à luz de novas perspectivas explicativas que tentam dar visibilidade a memórias silenciadas pela historiografia oficial. Nesse sentido, a construção, consolidação e aceitação de determinadas narrativas sobre o passado criam novas identidades culturais, o que para alguns poderia significar uma crise de e na história ou uma crise da e nas identidades, mas não é o caso, pois a pluralidade de experiências vividas é parte constitutiva da realidade social. A tentativa de homogeneidade da realidade social tem que ser deslocada para a pluralidade de versões que devem ser pesquisadas e divulgadas para a sociedade, dando voz a quem o discurso oficial silenciou. Com base no exposto propõe-se a construção de uma nova história e de novas identidades pautadas em um pluralismo de memórias e patrimônios.

Biografia do Autor

Roberto Bíscoli, Unioeste

Doutorando em Ciências Sociais pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS.  São Leopoldo - Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

05-08-2019

Como Citar

BÍSCOLI, R. TENSÕES MODERNAS, HISTÓRIA, MEMÓRIA E IDENTIDADES. Alamedas, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 37, 2019. DOI: 10.48075/ra.v7i1.22504. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/alamedas/article/view/22504. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios