HÁ FILOSOFIA(S) DA(S) SEXUALIDADE(S)?

Autores

  • Pedro Farias Mentor

DOI:

https://doi.org/10.48075/ra.v7i2.23090

Palavras-chave:

Corpo. Epistemologia. Gênero-Sexualidade-Sexo. História da Filosofia. Política.

Resumo


O presente artigo pretende explicitar a necessidade e a possibilidade de falarmos de filosofias das sexualidades como um influxo importante na renovação dos cursos e dos debates em filosofia, principalmente em universidades públicas do Brasil. Para tanto, partiremos (I) das definições etimológicas e conceituais do termo “sexualidade”, (II) a relação entre o espaço acadêmico, estudos de sexualidade, a atividade filosófica e o papel do senso comum, (III) um interlúdio sobre as diferenças entre filosofia no, a partir, e do Brasil para que possamos pensar as especificidades nacionais, e finalmente (IV) uma introdução de alguns agentes brasileiros que contribuem incessantemente ao tema.

Biografia do Autor

Pedro Farias Mentor

Graduando em Filosofia pela Universidade de Brasília. Pesquisador na área de Filosofia Contemporânea e Filosofia Política. Membro do grupo de pesquisa anarchai - metafísica e política contemporâneas.

Downloads

Publicado

20-12-2019

Como Citar

FARIAS MENTOR, P. HÁ FILOSOFIA(S) DA(S) SEXUALIDADE(S)?. Alamedas, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 44–67, 2019. DOI: 10.48075/ra.v7i2.23090. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/alamedas/article/view/23090. Acesso em: 3 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios