GERMANIDADE: ASPECTOS CULTURAIS E IDENTITÁRIOS EM MARECHAL CÂNDIDO RONDON-PR

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/ra.v8i2.25167

Palavras-chave:

Marechal Cândido Rondon, Identidade, Germanidade

Resumo


Este artigo se propõe a discutir como os discursos que se referem à germanidade estão presentes no cotidiano e na paisagem de Marechal Cândido Rondon, no extremo oeste do Paraná. A identidade germânica se manifesta através de aspectos culturais, sendo materializada na paisagem do município. Torna-se pertinente, neste contexto, analisar as investidas criadas pelo Poder Público, mas também pelos indivíduos cotidianamente, com a finalidade de manter a memória germânica viva, não permitindo que esta caia no esquecimento conforme passam as gerações, mas possibilitando que a memória reviva através das manifestações culturais. Para elaboração deste artigo foram utilizados referenciais bibliográficos, documentos históricos, além das próprias percepções de quem vivenciou as dinâmicas do ambiente em questão. Assim como outras cidades germânicas, Marechal Cândido Rondon preserva elementos culturais em favor da manutenção das memórias, mas não apenas limitando-se a isto, também visando o desenvolvimento turístico do município, constituindo um verdadeiro projeto de germanização.

Biografia do Autor

Luana Caroline Künast Polon, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Mestre em Geografia (2014), Especialista em Neuropedagogia (2013), Especialista em Educação Profissional e Tecnológica (2018) e Graduada em Licenciatura em Geografia (2011). Professora Formadora I - Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA/Universidade Aberta do Brasil - UAB. Concentra seus estudos nas áreas de Geografia Humana e Ensino de Geografia. Tem experiência como Professora Universitária e da Educação Básica, Orientadora e Supervisora de Estágio em Licenciatura, Orientadora do Plano de Desenvolvimento da Escola - PDE, e ainda como Redatora de Conteúdos para sites de Educação. Integrante dos grupos de pesquisa Cultura, Fronteira e Desenvolvimento Regional e Engeo - Ensino e Práticas de Geografia. 

Paulo Henrique Heitor Polon, Instituto Federal do Rio Grande do Sul - IFRS

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS - Campus Ibirubá. Docente nos cursos Médio Integrado, Subsequente, Graduação (Licenciatura em Matemática, Engenharia Mecânica, Agronomia e Ciência da Computação) e Pós-Graduação em Ensino, Linguagens e suas Tecnologias. Coordenador do curso de Especialização em Ensino, Linguagens e suas Tecnologias do IFRS Campus Ibirubá-RS. Mestre em Sociedade, Cultura e Fronteiras - UNIOESTE (2013). Especialista em Educação Profissional e Tecnológica - Faculdade São Braz (2018); Especialista em Neuropedagogia - Faculdade ALFA (2013). Licenciado e Bacharel em Ciências Sociais - UEL (Licenciatura - 2010; Bacharelado - 2011). Concentra seus estudos na área de Sociologia, Sociologia Urbana, Antropologia e Interdisciplinar com ênfase nos temas: Patrimônio, Memória, Imaginários, Sociabilidades e em Ensino de Sociologia.

Downloads

Publicado

19-01-2021

Como Citar

POLON, L. C. K.; POLON, P. H. H. GERMANIDADE: ASPECTOS CULTURAIS E IDENTITÁRIOS EM MARECHAL CÂNDIDO RONDON-PR. Alamedas, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 96–116, 2021. DOI: 10.48075/ra.v8i2.25167. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/alamedas/article/view/25167. Acesso em: 8 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios